Everlast

Há algum tempo virou moda nas academias o uso de botinhas ou sapatilhas de treino, principalmente da marca Everlast. Não apenas as mulheres, mas principalmente elas, desfilam com botinhas na sala de treinamento. Quanto aos homens, geralmente grandes fisiculturistas e aspirantes a fisiculturistas, costumam usar esse tipo de calçado.

Nesta matéria, não temos por objetivo tratar de modismos de academia. Caso você queira saber de moda na academia, há matéria no site apenas sobre este tema (Moda na academia: dicas de como se vestir para malhar). Nossa intenção é avaliar se as botas de treino são ou não o melhor tipo de calçado para treinar.

Para elaborar esta matéria, adquirimos uma botinha de treino da Everlast, que parece ser a mais difundida nas academias, mas verificamos que existem outras marcas que parecem ser de boa qualidade, tais como a BR Muscle, Pretorian, Hipkini, Donna Shape, Otomix, entre outras. Escolhemos o modelo Hurricane da Everlast para avaliação. O calçado foi comprado na loja online da Centauro, e não houve qualquer patrocínio por parte da marca ou da loja.

Antes de se avaliar a bota de treino na academia, vale a pena anotar que esse tipo de calçado, inicialmente, foi desenvolvido para pugilistas, lutadores de boxe. Eles devem usar calçados com solado macio para não machucar o oponente em caso de pisões acidentais.

Essas botinhas são extremamente leves, flexíveis, oferecem ótima tração (não são escorregadias) e protegem o tornozelo. E no que essas botinhas de treino podem beneficiar os praticantes de musculação?

Para responder a este pergunta, nada melhor do que testar a botinha de treino num sessão de treinamento de musculação. Foi o que fizemos. É realmente impressionante a leveza da botinha. Para quem está acostumado com tênis de corrida com solados cheios de ondas de impulsão, o peso reduzido das botinhas de treino chama a atenção.

Ao caminhar, sente-se o piso. Como o solado é muito fino e flexível, há sensibilidade sobre aquilo que se pisa. E é essa característica que parece ser uma das mais interessantes para praticantes de musculação. O calçado dá mais estabilidade, principalmente nos treinos pesados de quadríceps e demais exercícios que são executados em pé.

Nos treinos de quadríceps (agachamento e leg 45º, por exemplo), é importante a consciência corporal de que o ponto de força deve estar no calcanhar, e não na ponta dos pés. A botinha de treino dá a percepção perfeita do ponto de concentração da força, do ponto correto de apoio. Clique abaixo para conferir a execução correta dos exercícios com relação ao ponto de força no pé:

Nos treinos de panturrilha, a botinha de treino evita que o pé escorregue da posição ideal inicial e permite a realização da amplitude máxima e virtude da flexibilidade do calçado. Clique abaixo para verificar a importância da flexibilidade do calçado e da aderência no treino de panturrilha:

Poderíamos resumir os benefícios das botinhas de treino nos seguintes itens:

  • estabilidade para concentração da força na musculatura desejada;
  • percepção ou sensibilidade do ponto de força ou de apoio;
  • flexibilidade para amplitude máxima;
  • aderência para evitar escorregão nos equipamentos e acessórios de musculação.

Quanto às desvantagens, apontaríamos o tamanho maior da botinha de treino. Para quem treina e troca de roupa na academia, é um acessório maior e mais “desajeitado” para se colocar na mochila ou bolsa de academia. E por ter o cano elevado, com mais cadarço, colocar e tirar a bota do pé pode ser um pouco mais trabalhoso.

Com relação aos preços, existem botinhas para todos os bolsos, desde iniciais e convidativos R$ 100,00(geralmente há boas promoções) até mais de R$ 300,00. Não são valores assustadores, considerando que estamos acostumados com os preços de potes de Whey Proteins, que não duram mais de 15 dias, podem ser muito mais caros. Nem precisamos comentar sobre os preços de calçados de corrida, que podem superar a cifra de R$ 1.000,00. Nesse comparativo, as botinhas ou sapatilhas de treino são pechinchas. Clique abaixo para conferir os preços atuais:

Deixe uma resposta